Povos de Taiwan 台灣原住民

POVOS INDÍGENAS

Em Novembro de 2005, 12 grupos indígenas forma reconhecidos pelo governo de Taiwan. Representou um sinal de respeito do governo pelo pluralismo cultural e criou as condições para que as heranças indígenas possam ser mantidas em Taiwan.


Os 12 grupos indígenas reconhecidos pelo governo têm uma população combinada de aproximadamente 464 000 pessoas e representam cerca de 2% da população total de Taiwan.

Muitos dos grupos étnicos actualmente existentes na ilha já habitavam Taiwan e as suas ilhas vizinhas antes da imigração em massa do povo das áreas costeiras da China a partir do séc. XVII. Durante o período da ocupação japonesa, os povos indígenas eram designados como os "selvagens das montanhas" ou os "selvagens das planícies".

As culturas aborígenes em Taiwan têm acompanhado o passo dos grandes acontecimentos sociais. Através de contactos e intercâmbios, as culturas tribais e os estilos de vida dos povos indígenas têm absorvido factores externos e têm assimilado gradualmente a de outros povos étnicos em Taiwan. Entretanto, mais de 130 00 pessoas indígenas dirigiram-se para as cidades trazendo novos desafios para a preservação das culturas aborígenes.


Apesar da penetração da cultura Han e religiões chinesas e ocidentais em áreas tribais, as suas características tradicionais ainda podem ser encontradas na sua língua, mitos, rituais e artes. Muitas diferenças nas característica culturais dos povos indígenas de Taiwan são baseadas na sua distribuição geográfica.


Amis
Parte leste de Taiwan
155 000
- Constituem o maior grupo dos povos indígenas de Taiwan e a maioria da sua população reside nos vales orientais e áreas costeiras.
- Subdivisões geográficas: Nanshih, Gangkou, Siouguluan, Malan e Hengchun. Estes são grupos com diferenças de língua, costumes e vestuário.
Características: sistema matrilinear de herança; hierarquia baseada na idade, na qual os chefes tribais têm significativa autoridade e responsabilidade.
Outras características: os tradicionais métodos de produção incluem a agricultura, a caça e a pesca costeira
Cerimónias: festival da colheita Ilisin (bastante conhecido no exterior, realizados em Julho e Agosto, expressa a gratidão aos espíritos ancestrais e divindades através de muitas danças e músicas).

Atayal
Parte norte de Taiwan
75 000
Uma comunidade unida que ocupa tipicamente um único vale ou uma planície encharcada e com um sistema educacional ancestral gaga (um conjunto de tabus e crenças singulares).
Outras características: a tatuagem facial; a utilização do primeiro nome do pai como sobrenome do filho; a adoração de espíritos ancestrais; a tecelagem de roupas.

Bunun
Parte central de Taiwan
45 000 Habita no meio das mais altas montanhas de Taiwan e é conhecido como "o verdadeiro das montanha". Entretanto, o aumento da população e a demanda por terras e recursos têm levado à migração em grande escala.
Características culturais: compartilha muitos atributos culturais com o grupo Tsou; sistema patriarcal próprio; habilidade na confecção de roupas com peles de animais; adoração dos hanito (espíritos ancestrais); simplicidade das roupas e acessórios.
Os seus métodos tradicionais de produção incluem o cultivo alternado e a caça, ligada a um complexo sistema de crenças, tabus e rituais.
Particularmente famoso pelo seu harmonioso coral pasibutbut que canta orações por colheitas abundantes.
Cerimónias: "cerimónia de flechas nos ouvidos" (uma cerimónia de caça na qual os ouvidos dos animais são atingidos com flechas, em súplica por uma colheita abundante)

Kavalan
Parte leste de Taiwan
900 Originários da planície Yilan, caminharam para sul, para as áreas de Hualien e Taitung depois da migração Han chinesa. Durante muito tempo foram considerados um dos grupos pingpu (aborígenes das planícies), assimilados pelos Han chineses numa época anterior.
Por causa da sua proximidade com os Amis, os seus costumes não deixaram de ser influenciados

Paiwan 77 000 Compartilha muitas características culturais comuns com o povo Rukai: a crença no sol e totens de cobras de cem passos; uma hierarquia social de nobreza e de povo comum; um sistema bilateral descendente (combinando características patrilinear e matrilinear), a manufactura de vasos de barro e contas esmaltada, artes de escultura em madeira; no sistema aristocrático, a nobreza costumava alugar terras para as pessoas comuns, permitindo que membros de outras tribos concentrassem na criatividade artística, o que os distingue dos restantes povos indígenas de Taiwan.
Cerimónia dos Cinco Anos: é um importante evento onde se reunem os Paiwan e os seus ancestrais (acreditam que os seus espíritos ancestrais que habitam no Monte Dawu, descem em cada cinco anos para prestar uma visita aos seus descendentes em todas as tribos).

Pinuyumayan
Parte leste de Taiwan
9 000 A habilidade tanto no combate, adquirida com um rígido treino nas escolas tradicionais, como na condução das relações com os governantes, significou que, por longo tempo, os Pinuyumayan controlaram as relações com os grupos vizinhos Amis e Paiwan
Subdivisões: Jihihben e Nanwang. Estes são grupos com leves diferenças de língua e cultura.


Rukai 10 000 Possui muitas características culturais semelhantes às do povo Paiwan acima referidas.
Possuem uma rígida hierarquia social, sendo que os seus membros tendem a casar-se dentro da sua classe social.

Saisiyat
Parte norte de Taiwan
5 200 Caracterizados pela organização patriarcal. Costume tradicionais influenciados em resultado da sua reduzida população e proximidade com os grupos Atayal e Hakka.
Cerimónia Pasta'ay em homenagem aos espíritos-anões e pelo bem-estar do povo

Thao
Parte central de Taiwan
550 Comunidade indígena mais pequena da ilha e habitam no Lago Sun Moon, originalmente em uma ilha no lago, mudando-se mais tarde para as suas margens. Inicialmente praticantes de uma cultura "flutuante", na qual terra e capim eram colocados em embarcações de bambu para o plantio, mais tarde viriam a depender da pesca, agricultura e caça para a sua sobrevivência. A sua cultura e língua têm sido influenciadas pelos povos vizinhos Atayal e Bunun.

Truku
Parte nordeste de Taiwan
20 500 Tem argumentado por muito tempo que, por razões históricas e geográficas, não deve ser considerado um subgrupo do povo Atayal.

Tsou
Parte central de Taiwan
6 000 Têm origem na Montanha Yushan e subdividem-se em grupos do norte e do sul com base na distribuição geográfica, língua e costumes. Durante o período de ocupação japonesa, a imigração para as áreas dos Tsou do sul por grandes números de pessoas do povo Bunun fez com que eles se tornassem minoria e influenciou bastante a transmissão da sua cultura tradicional.
Possui uma organização tribal muito rígida em que as crenças e a educação são mantidas em redor casas de reuniões dos homens, da agricultura, a pesca e dos rituais de caça.
Os Tsou homenageiam os seus ancestrais e o rei de guerra com danças e canções.
Características culturais: habilidades no preparo e peles de animais; tabu contra comer ursos; coragem militar; rituais na agricultura
Cerimónias: a cerimónia de guerra mavasvi (realizada após vitórias sobre inimigos); a cerimónia da colheita Homeyaya; a cerimónia de conchas (realizada pelos Tsou do sul e derivada de crença segundo a auql os espíritos ancestrais residem nas contas de conchas tiradas por sacerdotes e seguras por cada pessoa durante a cerimónia)
Yami (ou Tao)
Lanyu (Ilha das Orquídeas), na costa leste de Taiwan
2 700 Apresenta uma cultura de ilha oceânica bem diferente daquelas de grupos indígenas que vivem em Taiwan. Por exemplo, não produzem álcool ou praticam a caçada de cabeças, o taro é o alimento básico e a sua cultura centra-se na pesca de peixes-voadores, os quais migram anualmente nas águas da costa leste de Taiwan.
Características distintas: adoração do anito (espíritos ancestrais), as cerimónias para atrair os peixes-voadores, as casas semi-subterrâneas, os barcos de pesca esculpidos à mão, a crença em espíritos malignos.
Têm um relacionamento cultural e genético com os habitantes das Ilhas Batanes, nas Filipinas.



Arte e cultura dos povos indígenas. Segundo analistas linguísticos, os povos indígenas de Taiwan pertencem ao grupo austronésio (malaio/polinésio) que habita uma área de oceanos e ilhas que vai da Ilha Oriental, no leste, a Madagáscar, no oeste, e da Nova Zelândia, no sul, a Taiwan, no norte.

Pesquisas antropológicas. Estudos têm revelado que determinados costumes culturais dos povos indígenas, tais como a construção de casas suspensas (acima do nível do chão para protecção contra humidade, insectos e cobras), o cultivo com derrube de vegetação e plantio, a tecelagem com recurso ao bambu, a fabricação de roupas com peles de animais, as tatuagens, o hábito de mascar noz-de-areca, a dança em círculos, são semelhantes à tradicional cultura austronésia. Por outro lado, devido ao número e a diversidade de línguas indígenas em Taiwan, alguns académicos têm, recentemente, sugerido que a ilha pode ser a terra natal de onde os povos austronésios começaram a sua diáspora há vários milhares de anos. Em comparação com os habitantes de outras regiões austronésias que se expuseram a influências culturais externas, como o islamismo e o cristianismo, os povos indígenas de Taiwan conseguiram preservar muitos dos seus costumes culturais herdados.
Subpáginas (1) COMING SOON
Comments